Minha Carta de Amor a Belém

Minha Carta de Amor a Belém

pr_samuelQuerida Belém, parabéns pelos teus 398 anos de existência! Como és uma cidade acolhedora, recebeste, em 19 de novembro de 1910, dois servos enviados por Deus: Gunnar Vingren e Daniel Berg, os quais, pela providência de Deus, em 18 de junho de 1911, fundaram a Assembleia de Deus, que agora sirvo como pastor.

Das cidades brasileiras daquela época, tu eras a mais isolada, mas graças à exploração da borracha vieste a ser a quarta maior cidade do País, embora cercada pelas matas e rios da Amazônia. Não tinhas a glória nem a beleza do Rio de Janeiro, tampouco a riqueza e a potência industrial de São Paulo. Contudo, eras bem urbanizada e possuías um magnífico patrimônio arquitetônico. Continuas sendo uma cidade continental, com natureza exuberante e um cenário ímpar formado por quarenta e duas ilhas, furos fluviais e igarapés, com praias de rios e horizonte de oceano.

Oh, Belém! Folgo em dizer que Deus tem um negócio contigo. Assim como teve com a tua “xará” mais velha, Belém da Judeia, que foi escolhida para ser o berço do Salvador Jesus Cristo.

Belém, tu foste escolhida não apenas para ser o berço da Assembleia de Deus no Brasil, mas também “casa de pão” espiritual para muitas nações. Este é o significado hebraico do teu nome. Por isso, Deus fez de ti a Capital Pentecostal do Brasil. Hoje, o movimento pentecostal capitaneado pela Assembleia de Deus está presente em todos os municípios do Brasil, assim como em outros 157 países, reconhecido como o maior movimento evangélico do mundo.

Por que Deus te escolheu? É certo que no coração de qualquer investidor, tu serias descartada em razão da tua localização isolada no Norte do País, com tua população sofrendo com surtos de febre amarela, malária e tuberculose. Mas não para Deus.

A razão de a Assembleia de Deus existir não é outra senão demonstrar a ti o amor de Deus. E esse mesmo amor de Deus por Belém é forte e nos constrange ao vermos teus filhos lotando as delegacias, destruídos pelas drogas, lares em crise, casamentos falidos, muita gente sem sustento, bens públicos destruídos e a violência invadindo tuas ruas e bairros.

É por causa deste Amor que existimos e procuramos te servir, em nossos 515 templos (onde regularmente se reúnem os nossos 125 mil membros e 1500 pastores) espalhados por todos os teus bairros, cumprindo a nossa missão de pregar o evangelho a toda criatura e orar  por ti, rogando ao Senhor por teu povo e autoridades “para que vivamos vida tranquila e mansa, com toda piedade e respeito”, como Deus quer (1Tm 2.1,2).

Quando, pois, pensei em saudar-te pelos teus 398 anos, lembrei-me de uma comovente história, de uma menina que resolveu dar de presente à sua professora uma linda e rara concha marinha. Perguntada sobre onde a havia conseguido, a menina respondeu que aquele tipo de concha só era encontrado em uma praia muito distante dali. A professora, profundamente comovida, porque sabia que a menina havia caminhado vários quilômetros para buscar a concha incomum, disse: “Você não deveria ir tão longe só para me trazer um presente”. Ao que a garotinha sorriu e respondeu: “A caminhada faz parte do presente”.

Queremos marcar estes teus 398 anos de abençoada existência e nossos 103 anos de excelente convivência com gosto de chuva, manga, açaí e maniçoba, rumo aos 400 anos, que celebraremos com fulgor. E essa nossa caminhada, Belém, faz parte do presente.

Feliz Aniversário, querida Belém! Deus te ama. A Assembleia de Deus te ama. Eu também te amo. Obrigado por teres me recebido como teu filho, uma vez que até me concedeste o título de “cidadão” belenense.

A bênção do Senhor esteja abundantemente sobre ti e sobre todos os que te amam!

 

Samuel Câmara

Pastor da Assembleia de Deus em Belém
E-mail: samuelcamara@boasnovas.tv

ARTIGOS SEMELHANTES

0 24770

0 23907