A quem honra, honra…

A quem honra, honra…

pr_samuelA Bíblia ensina: “Pagai a todos o que lhes é devido: …a quem honra, honra” (Rm 13.7). Gostaria, portanto, de prestar uma justa homenagem e honrar a um homem de Deus que continua ativo e sempre abundante na obra do Senhor: o pastor Firmino da Anunciação Gouveia. Ele é português de Coimbra, mas brasileiro de coração, e teve a alegria de completar, ontem, 21 de março, abençoados 89 anos de vida. E que vida! Parabéns!

O Pr. Firmino Gouveia atualmente serve à Igreja-mãe das Assembleias de Deus no Pará e no Brasil como Pastor-emérito, sendo agora um exemplar pastor de honra, após servir durante 29 anos como seu pastor-presidente. Ele deixou uma marca indelével na nossa riquíssima história assembleiana.

Tendo chegado ao Brasil com apenas três anos de idade, só veio a ter uma experiência pessoal com Cristo ao completar 19 anos, quando entregou totalmente a sua vida ao Senhor, durante o ministério do missionário Nels Nelson como pastor da Igreja-mãe.

Antes de completar dois meses de sua decisão, aprouve ao Senhor Jesus dar-lhe outra bênção celestial: o batismo com o Espírito Santo. Em 16 de julho de 1944, Firmino Gouveia foi batizado em águas, tornando-se membro da Igreja. A partir dessas experiências, dedicou-se mais a Deus, aprofundando-se no estudo das Sagradas Escrituras. Após sete anos da sua decisão de seguir a Jesus Cristo, o ministério da Assembleia de Deus o separou para auxiliar o trabalho no templo da Sacramenta. Depois de servir como presbítero, foi consagrado ao pastorado em 1° de dezembro de 1958.

Como pastor, seu primeiro campo de trabalho foi a cidade de Tocantinópolis. Depois, retornou à Belém e liderou as congregações de Val-de-Cans, Sacramenta e Telégrafo e, mais tarde, foi enviado para a cidade de Ponta de Pedras, região do Marajó. Trabalhou também como missionário na Guiana Francesa.

Depois de servir como pastor-auxiliar na Igreja em Belém, veio a substituir ao pastor Alcebíades Vasconcelos, em 1968, assumindo então a presidência da Igreja.

Durante o seu ministério, a obra de Deus viveu dias de grande crescimento, e foram construídos templos em diversos bairros da cidade. Como o templo sede (que fora inaugurado em 1926) já não comportava o crescente número de crentes tornou-se necessário e urgente a construção de um novo templo. Deus fez com que o pastor Firmino Gouveia sentisse essa responsabilidade, enchendo-o de fé para começar e terminar essa gigantesca tarefa, cuja solenidade de inauguração deu-se de 23 de abril a 1° de maio 1988.

Durante o seu ministério a Igreja adquiriu as emissoras de Rádio e TV que integram a Rede Boas Novas. Depois de 29 anos de profícuo ministério à frente da Igreja-mãe, sentindo que o seu tempo findara, passou a direção dos trabalhos a este servo de Deus que ora vos escreve. Quero dizer o quanto me sinto honrado de ter o pastor Firmino Gouveia como meu irmão e amigo, e também como meu pastor, pois é assim que o considero.

Como ensina a Bíblia, devemos sempre honrar a homens como este, e o Pr. Firmino Gouveia realmente merece ser honrado, tanto pela vida que viveu como pelo trabalho que realizou, e também pelo legado que deixou a muitas gerações. Desse modo, eu e minha família, assim como os pastores e líderes de missões, e todos os membros da Assembleia de Deus em Belém, honramos a este filho ilustre da Igreja-mãe, e o saudamos afetuosamente na paz do Senhor Jesus.

Sua história faz jus ao que preconiza o significado do seu nome. A história de toda uma vida é condensada na integridade de um nome. E, no seu caso, o nome fala muito sobre sua pessoa.

Firmino da Anunciação Gouveia é um nome abençoado. Firmino é profético, vem da mesma raiz de firme. E o homem faz jus ao nome, sendo firme não por motivos semânticos, mas porque ele está firmado em Cristo, a Rocha Eterna. Isso diz tudo sobre a firmeza e integridade da sua história.

O que o Pr. Firmino mais fez na vida senão anunciar e ensinar o evangelho de Cristo? Portanto, quando se diz que ele é Anunciação, reconhece-se a bravura e a profecia que envolve sua história no ato ou efeito de anunciar o Evangelho de Cristo.

Sendo ele de origem portuguesa, tomou emprestado da vinicultura o Gouveia, que é uma casta de uva recomendada para vinho do Porto e vinho de mesa. Tem gente que envelhece e vira vinagre. Firmino Gouveia, ao contrário, deu um bom vinho. Tal como o vinho de Caná da Galileia, Jesus tomou a sua “gouveia” e fez de sua vida um vinho amadurecido e bom, de modo que dele pode ser dito: “E ninguém, tendo bebido o vinho velho, prefere o novo; porque diz: O velho é excelente”.

“Portanto, nosso amado pastor Firmino, seja firme e inabalável, anunciando mensagem da cruz e destilando a doçura de Cristo, sempre abundante na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o seu trabalho não é vão” (1Co 15.58, paráfrase).

Parabéns ao missionário, pastor, cidadão, amigo e irmão Firmino da Anunciação Gouveia!

ARTIGOS SEMELHANTES

0 24770

0 23907