Seja feita a tua vontade!

Seja feita a tua vontade!


Certo dia, um estudante de uma importante Universidade inglesa foi ter com o reitor, conhecido por sua genuína fé cristã, e lhe perguntou qual a melhor garantia de uma vida de êxito no colégio e na carreira posterior. O reitor lhe disse: “Misture oração com tudo o que você faça, e também sobre tudo o que diga, e acrescente sempre: Seja feita a tua vontade!”
Essa frase, dita com sinceridade e fé, nos pouparia de muitas ansiedades e incertezas, enquanto esperamos pela resposta de Deus às nossas orações. “Seja feita a tua vontade” é o cordão que prende todas as pérolas do colar de nossa história. Como as pérolas são a única pedra preciosa feita com sofrimento, são as orações que dão densidade, sentido e importância à vida. E na oração que fazemos ao Pai, sem dúvida, deveríamos trazer juntos e submissos todos os nossos mais imponentes desejos e aspirações na vida, assim como os nossos problemas, sob esse corolário de fé, em sabermos que a vontade de Deus sempre será muito melhor do que qualquer coisa que porventura achemos nos seja mais adequada.
De fato, só conhecerá integralmente a necessidade e importância da oração a pessoa que puder falar a Deus com inteira confiança: Seja feita a tua vontade!
O livro mais autorizado a falar sobre Deus, a Bíblia Sagrada, está recheado de ensinos sobre a oração e também de exemplos de homens e mulheres que fizeram da oração a base de sua vida, exatamente porque buscaram fazer a vontade de Deus, não a sua própria.
Um dos grandes paradoxos da fé cristã é este: Deus quer que falemos com Ele sobre o que ocorre em nossa vida, mesmo Ele já saiba de tudo. E mais: Deus quer que oremos para que Ele faça aquilo que é a Sua vontade realizar.
Talvez você já tenha se deparado com essa questão, e tenha se perguntado: Então, por que devo orar? Qual a importância e vantagem da oração, se é que há alguma?
R. A. Torrey, famoso pregador no Século XIX, destaca quatro razões básicas pelas quais precisamos orar para Deus fazer a Sua vontade, a seguir:
“Precisamos orar porque o Diabo existe, e orar é uma forma que a Bíblia ensina para resistirmos a ele”. A nossa luta não é contra coisas visíveis e materiais, mas sim “contra os principados e potestades… contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes”. O jeito certo de vencê-las é “com toda oração e súplica” (Ef 6.12,18).
“Precisamos orar porque esta é a forma de obtermos de Deus o suprimento de nossas necessidades”. Jesus ensinou que o nosso sustento, ou “o pão nosso de cada dia” vem de Deus (Lc 11.3).
“Precisamos orar porque esta é a forma que Deus nos apontou para se “achar graça para socorro em ocasião oportuna”. Ou seja, o próprio Deus quer ser nosso socorro e proteção (Hb 4.16).
“Precisamos orar porque Deus nos indicou a oração com ações de graças como uma forma de nos livrarmos da ansiedade e recebermos paz com Deus”. E assim, nossa vida será isenta de paranoias e depressões (Fp 4.6).
Na verdade, Deus deseja que oremos porque quer manter comunhão conosco; e porque, em fazendo Ele a Sua vontade na nossa vida, teremos a certeza de que esse é, de longe, o melhor e mais perfeito caminho para a nossa felicidade, agora e eterna.
Não são poucas as pessoas que querem respostas de Deus às suas orações, mas não estão dispostas a concluir: Seja feita a tua vontade!
Alguns insistem em orar por causas que estão flagrantemente contrárias à vontade de Deus, assim como outros oram insistentemente por um assunto de sua própria vontade, como se quisessem impô-la de qualquer maneira a Deus. Mas o modelo de oração deve ser o mesmo de nosso Senhor Jesus, que no momento mais crítico de Sua vida, orou: “Não se faça a minha vontade, e sim a tua” (Lc 22.42).
Orar por algo que sabemos não ser da vontade de Deus é completa perda de tempo. Deus já revelou a Sua vontade geral na Bíblia Sagrada e, portanto, as nossas orações devem ser baseadas nas verdades reveladas em Sua Palavra. E se, de algum modo, não sabemos que algo é da vontade de Deus, precisamos buscar na Sua palavra orientação a respeito.
Muitas vezes pedimos a Deus coisas que sabemos serem proibidas por Ele. Mas pedir a Deus para nos abençoar hoje, quando pretendemos fazer coisas erradas e manter hábitos mundanos, é pedir mal. Tais orações jamais serão respondidas, como afirma Tiago: “Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para esbanjardes em vossos prazeres” (Tg 4.3).
É inútil pedir a Deus que abençoe o nosso trabalho e as nossas ações na vida, se usamos de práticas escusas ou pecaminosas. Caso contrário, se estamos andando segundo a vontade de Deus, mas mesmo assim a resposta não vem, precisamos esperar no Senhor e discernir o tempo certo em que devemos fazer alguma coisa. Deus faz a Sua parte no Seu tempo e do Seu modo; e nós fazemos a nossa parte segundo a Sua vontade.
Lembro-me da história de um velho fazendeiro que, ano após ano, arava em volta de uma enorme pedra em sua plantação. Ele já havia quebrado vários arados ao bater contra a pedra. Todo dia ele reclamava a Deus sobre os problemas que a pedra já lhe havia causado. Mas um dia ele resolveu retirá-la e acabar com essa história.
Ele colocou uma grande alavanca embaixo de um dos lados, levantou-a e percebeu, para sua surpresa, que a pedra não era tão profunda. Logo ele conseguiu retirá-la do chão, colocou-a em sua carroça, e sorriu ao pensar em toda a frustração desnecessária que aquela “grande” pedra lhe havia causado.
Nem todos os problemas podem ser retirados tão facilmente quanto aquela pedra. Embora a oração seja um meio eficaz de lidar com dificuldades de todos os tipos e tamanhos, se estamos centrados na vontade de Deus, chegará o momento em que teremos de agir e fazer a nossa parte na força que Deus supre.
Acima de tudo, a melhor maneira de esperar a resposta de Deus com o coração tranquilo é quando oramos com sinceridade: “Seja feita a tua vontade”.

Samuel Câmara
Pastor da Assembleia de Deus em Belém
E-mail: samuelcamara@boasnovas.tv

 
Samuel Câmara
Pastor da Assembleia de Deus em Belém

Samuel Câmara

Pastor da Assembleia de Deus em Belém

E-mail: samuelcamara@boasnovas.tv

ARTIGOS SEMELHANTES

0 20179

0 20113